Sobre aquilo que se tem e aquilo que se quer …

Posso ganhar o prêmio “Problemas Emocionais” da década! Perdido não seria o melhor termo pra definir como estou. Acho que estou mais do que perdido. Depois de me despedir do único amigo que tinha na cidade eu me questiono: Como alguém só conhece UMA pessoa nos dias de hoje?

Eu sou desprezível, sabe!

As pessoas se interessam por gente bonita, gostosa e inteligente. Eu não possuo nenhuma dessas características. A sua cultura te define e eu tenho muita vergonha do pouco que eu tenho de cultura. Logo aquele aparente interesse que existia por mim se torna uma distante lembrança e some de vez. Não sou o tipo de pessoa culta que lê, curte artes e te daria orgulho em apresentar como seu namorado ou amigo. As pessoas de hoje querem trófeus e eu não tenho qualidades suficiente para ser o troféu de ninguém!

Tenho que aprender e aceitar que existe um interesse por trás de qualquer aproximação e deve ser uma via de mão dupla. O ser humano é a criatura mais triste que há na face da Terra. Ao mesmo tempo que tenho essas frustrações, me agarro fácil a possíveis “novos amores”, mas que rapidamente eu deixo de ser interessante até como amigo ou contato de uma rede social. Aliás, essa é uma nova classe, a mais baixa e sem importância que existe, mas nem isso eu consigo ser por muito tempo, porque logo conhecem quem é o Alex de verdade. 

Anúncios

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s