Um pouco de Visual Merchandising, Tumblr, Grindr, We Heart It e Scruff

ImagemVou começar esse post de hoje falando sobre uma das principais armas do varejo, o Visual Merchandising. Este elemento existe desde que o comércio surgiu na civilização, desde a primeira venda. E, ao contrário do muitos pensam, ele não consiste apenas em expor um produto e despertar o interesse e a necessidade do consumidor por ele, mas também em vender o conceito de uma marca/loja e o que ela representa e busca.

Agora que já sabemos o conceito básico de VM, podemos afirmar que quando ele é bem feito, gera ótimos resultados para quem está vendendo. Se eu perguntar aqui quem já entrou enlouquecidamente numa loja por causa de algum produto que viu na vitrine, sei que 99% vai responder que já. Se eu mudar a pergunta e quiser saber quem comprou o produto sem ao menos se preocupar com o valor, uns 70% também responderão na afirmativa. Claro que estou chutando os percentuais, mas acredito que estão bem próximos da realidade. Com isso vemos que o VM agrega valor de acordo com a exposição.

Agora você deve estar se perguntando qual a relação disso com os aplicativos e redes sociais citadas no título desse post. Se você não identificou o quão óbvio é isso, talvez seja um desses produtos ou não. Claro que todo esse conceito é fruto da minha visão das coisas. Talvez eu tenha um modo extremamente peculiar de observar o que está ao meu redor e fuja da realidade, mas o blog é meu, porra! Escrevo o que quiser!

Partindo desses princípios, imagine que o Tumblr e o We Heart It são uma grande vitrine global onde você escolhe dentre várias “lojas” seguir apenas as que “oferecem os produtos” de seu maior interesse. Agora você quer, mas não pode ter. E todos os dias olha para aquelas vitrines e é estimulado a continuar admirando e cobiçando aqueles produtos. Acaba frustrado porque nunca os terá.

Por outro lado, se você for mais objetivo e “sabe o que quer”, temos o Grindr ou o Scruff (dentre outros menos populares). Apps para iPhone e Android que expõem você numa vitrine geograficamente direcionada por GPS. Desta forma você escolhe quem está a fim de conhecer ou foder quem estiver mais próximo. Mas essa brincadeira é para poucos. Imagina eu num app desses? Seria como comparar a vitrine da Zara com a exposição de chinelos que é feita nas calçadas do Centro de Fortaleza, ou algo pior! Mas de uma forma absurda, a alguns acabam comprando esses produtos, mas não podem pagar o preço. Não são convidativos e saem de mãos abanando. Mas o que levou esses consumidores idiotas até onde estão? Faço essa mesma pergunta em loop contínuo há muito tempo.

Em tempos de Grindr, Scruff, Tumblr, We Heart It, não tá fácil pra ninguém!

Anúncios

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s