Fios de pedra

De volta a 1994. Acabo de chegar a um novo bairro. Ainda não sei que é naquele lugar onde vou conhecer amigos que parecem que vão durar a vida toda. Também ainda não sei que será alí que vou passar por alguma decepções não esperadas por uma criança/adolescente.

Das muitas lembranças que tenho do bairro onde passei 10 anos da minha vida, uma das mais fortes é a as minhas idas e vindas da escola. Estudava num colégio do bairro, então ia pra aula caminhando mesmo. Não gostava de andar na rua ou na calçada. Preferia andar sobre o fio de pedra que acompanhava as ruas. Não sei como é na cidade de vocês, mas aqui em Fortaleza é assim, principalmente na periferia onde eu morava, que não tinha rua asfaltada.

O barato de caminhar sobre o fio de pedra era que eu não tirava os olhos do chão. Não olhava pra frente e nem pros lados. Como sempre voltava pra casa com uma amiga, ela me “guiava” durante a metade do caminho. Era uma vida tão simples onde a minha única preocupação naquele instante era não pisar no chão. Triste foi o dia que coloquei meus pés no chão e passei a olhar o que estava a minha frente e ao meu redor.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s