Aceitável solidão!

Quando você começa a perceber que tudo em sua vida tem sido aparentemente atos de caridade? Quando uma simples visita ou telefonema não parece ser agradável pros dois lados? Quando você se torna uma pessoa dificilmente suportável a ponto de ser dificilmente lembrado e muito menos, desejado?

E quando somado a isso tudo temos alguém de aparência nada atraente e completamente fora dos padrões de beleza “exigidos” pela comunidade gay? Alguém que não pode lhe oferecer nada. Seja lá qual for o seu caráter, você sempre está com alguém por algum interesse. O interesse é o que difere as pessoas.

E se esse alguém também não pode lhe acrescentar nada? Com tudo isso chego a conclusão que alguém não tem porque estar por aqui. É alguém sem propósito, sem objetivos. Ainda que haja a mínima vontade de exercer ou encontrar alguma razão pra continuar vivendo com a “companhia” das maravilhosas pessoas que habitam esse mundinho, não há ferramentas para desenvolver algo bom.

Esse alguém está condenado. A vida é seu maior castigo.

Esse alguém sou eu.

Anúncios

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s