I miss people!

Aqui estou eu novamente escrevendo neste blog de choros e velas. Sempre venho aqui quando as luzes estão fracas e a companhia se faz necessária. Ironicamente não encontro companhia por aqui, mas algo me faz bem ou não quando escrevo.

A cada dia tenho escrito pior que o outro e aos poucos tô até desaprendendo a minha própria língua. Too bad! Mas não é disto que esse post trata. Eu tava aqui pensando sobre minha tristeza repentina. Passei por uma angústia recentemente que foi a internação da minha mãe. Ela tá bem agora, em casa e do meu lado. Esperei anciosamente pelo Dia das Mães pra poder presentiá-la e surpreendê-la com muitas coisas fofas, rosas e tals. Foi uma manhã alegre. Choramos e nos abraçamos.

Com a chegada da tarde e da noite me bate aquele sentimento de solidão enorme. Mas o que me falta pra ser/estar tão triste? Amo meu trabalho! Tenho saúde, minha mãe está bem, tenho uma casa, mas … Não tenho ninguém para me visitar em casa. Será isso? Será que eu não quero ter alguém? Será que sinto falta de pessoas na minha vida? De ação, de procura, de encontros, de prazeres e risos. Única coisa que posso afirmar é que minhas folgas são angustiantes. Além de eu me sentir inútil por não estar contribuindo para algo ou alguém, não tenho contato com ninguém a não ser seguidores do Twitter que mal notariam minha ausência da rede.

Com sorte encontro algumas pessoas que devem se preocupar comigo.

Anúncios

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s